Como planejar seu orçamento familiar?

Published by Ruth Kagi on

Existem várias formas de como planejar seu orçamento familiar. Mas, muitas pessoas não têm ideia como é possível planejar o orçamento familiar e acabam se complicando. 

Então, se você gostou da ideia de planejar seu orçamento familiar e quer saber como fazer isso de uma maneira descomplicada, então, esse artigo é para você! Confira! 

  1. Como planejar seu orçamento familiar? 

Vamos começar descrevendo em maiores detalhes algumas regras para você conseguir planejar seu orçamento familiar. 

Explique o que um orçamento e sua importância 

Crianças ou adolescentes nem sempre têm uma visão realista de como ganhar dinheiro é difícil e como gastar é fácil. 

Por isso, é importante conversar com eles sobre o que é um orçamento e qual sua importância. 

Deixar claro que ter as contas equilibradas e poupar deixa a família mais próxima de realizar sonhos, como aquela viagem que todos querem. 

Além disso, é importante falar sobre como é possível economizar para alcançar objetivos maiores. Um exemplo, falando para seu filho que se ele não for ao shopping todos os finais de semana e gastar R$ 200 por 4 meses (o que totalizará um gasto de R$ 3200), poderá comprar à vista aquele celular novo que tanto deseja. Isso, sem se endividar. 

Dando exemplos claros e palpáveis, fica mais fácil para os pequenos entenderem conceitos sobre economizar e poupar dinheiro. 

  1. Tenha uma planilha de gastos 

A planilha de gastos é essencial para você ter um bom controle sobre tudo que entra e tudo que sai durante os meses. 

Assim, ali você deve escrever todos seus gastos e também todas as suas entradas de dinheiro. E isso vale para todos os membros da sua família. Portanto, não se esqueça de anotar o quanto se gasta com mesada, lanches ou presentes, por exemplo. Tudo deve estar na planilha de gastos. 

Não esqueça de colocar também a fatura do cartão de crédito e se você já tiver investimentos, o quanto da sua renda será destinado a eles. 

Através da planilha de gastos, você conseguirá ter uma boa ideia se gasta muito com algum item ou o que está realmente pesando no seu orçamento familiar. 

  1. Tenha metas familiares e saiba quanto vão custar 

Você quer levar sua família para a praia nas férias? Mas, não tem ideia quanto custa? Então, é hora de colocar sua meta no papel e saber quanto isso vai custar. 

Estabeleça as metas familiares (viagem em família, por exemplo) e cote o preço de passagem, combustível e hotel. Não esqueça de adicionar o custo da alimentação para todos durante esses dias e ainda, deixar uma verba para itens que se compra durante as férias. 

Com um valor aproximado em mente, você saberá quanto vai precisar economizar durante os meses do ano, para chegar em dezembro e conseguir botar em prática o plano das férias na praia. 

Outra boa maneira de se economizar é ver a possibilidade de fechar pacotes de viagem antes das férias. Assim, você consegue mais descontos e fica bem mais barato. 

  1. Saiba equilibrar as porcentagens 

Quando você conseguir visualizar todos os seus gastos e as entradas de dinheiro, vai conseguir equilibrar as porcentagens. 

De fato, o ideal é não comprometer a renda com uma porcentagem alta relacionado ao aluguel ou a outro qualquer item. 

De maneira geral, finanças equilibradas conseguem ter até 60% da renda comprometida com as necessidades básicas, 30% com outras necessidades e 10% para investir. 

Caso suas finanças não estiverem assim, está na hora de pensar se você não precisa adquirir outros hábitos de vida, ou então buscar um aluguel mais em conta, procurar uma escola mais em conta para os filhos, dentre algumas opções. 

Outra ideia é buscar uma fonte de renda extra e investir boa parte do dinheiro obtido com a renda extra. Isso também ajuda a aliviar o orçamento. 

  1. Converse com os membros da família sobre finanças

Você não é o único membro da família. Portanto, conversar com os demais membros da família é fundamental! 

É fundamental que todos tenham um mínimo conhecimento sobre finanças. Você não precisa falar em valores ou deixar claro qual é o seu salário. Mas, deve sim, estabelecer as metas em conjunto e indicar os caminhos de como podem alcançar os objetivos traçados. 

Além de apresentar o panorama atual das finanças, é importante deixar claro quais são os objetivos da família e que todos querem o melhor. 

Assim, não dá para ser egoísta e acreditar que não precisa fazer economia, que pode gastar o quanto quiser, afinal, tudo isso trará impacto às finanças da família. 

Uma outra forma de ajudar nas finanças, além de economizar, é buscar atividades de lazer que não custam caro e podem ser ótimos momentos de convivência em família, como ir a um parque, por exemplo, ao invés de gastar com bobeiras no shopping.